Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras

Normal view MARC view ISBD view

As lutas operárias contra a carestia de vida em Portugal : a greve geral de Novembro de 1918 / José Pacheco Pereira.

Main Author: Pereira, José Pacheco, 1949-Language: por..Publication: Porto : Portucalense, 1971.Description: 198 p. ; 19 cm.Series: Textos de opoio, 2.Abstract: “1 – Em 1917 Portugal tem uma população, operária de 130.095 trabalhadores, para uma população total de cerca de 6 milhões de habitantes. Estruturalmente este proletariado era constituído por cerca de 35% de mulheres e por 20.141 trabalhadores menores. O operariado português, numericamente fraco, encontra-se disperso em unidades microscópicas, 60% das quais centradas numa zona à volta das cidades mais importantes: Porto, Lisboa, Aveiro, Setúbal e Braga. Estas fábricas e oficinas são, na sua esmagadora maioria, pequenas unidades de produção: de 5.647 estabelecimentos investigados no Inquérito Industrial de 1917, cerca de 3.757 indicam ter até 10 operários, cerca de 865 têm de 11 a 100 operários, 19 de 501 a 1.000 e apenas 6 têm mais de 1.000 operários.”.Audience: ADULTO.Subject - Topical Name: Movimento operário -- Portugal -- 1918 | Greves -- Portugal -- 1918 | Sindicalismo -- Portugal -- 1918 -- [Documentos] | Sidonismo, 1917-1918 (Portugal) -- Situação social List(s) this item appears in: Livros que Abril Libertou
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Current location Call number Status Date due Barcode Item holds
Texto Texto Biblioteca Municipal de Oeiras
Depósito Oeiras
DEP 2713 (Browse shelf) Available 010013532
Total holds: 0

“1 – Em 1917 Portugal tem uma população, operária de 130.095 trabalhadores, para uma população total de cerca de 6 milhões de habitantes. Estruturalmente este proletariado era constituído por cerca de 35% de mulheres e por 20.141 trabalhadores menores.
O operariado português, numericamente fraco, encontra-se disperso em unidades microscópicas, 60% das quais centradas numa zona à volta das cidades mais importantes: Porto, Lisboa, Aveiro, Setúbal e Braga.
Estas fábricas e oficinas são, na sua esmagadora maioria, pequenas unidades de produção: de 5.647 estabelecimentos investigados no Inquérito Industrial de 1917, cerca de 3.757 indicam ter até 10 operários, cerca de 865 têm de 11 a 100 operários, 19 de 501 a 1.000 e apenas 6 têm mais de 1.000 operários.”

ADULTO

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer

© 2010-2019 Município de Oeiras

Certificação de Qualidade Câmara Municipal de Oeiras
//