Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras

Normal view MARC view ISBD view

Flush : uma biografia / Virginia Woolf ; trad. Maria de Lourdes Guimarães ; pref. Fernando Guimarães.

Main Author: Woolf, Virginia, 1882-1941.Secondary Author: Guimarães, Maria de Lourdes;Guimarães, Fernando, 1928- Language: por.Publication: Lisboa : Afrontamento, 1987.Description: 121,[2] p. ; 22 cm.Series: Fixões, 17.Abstract: "Flush" é a biografia de um spaniel, mais concretamente do cão da poetisa inglesa Elizabeth Barrett Browning, autora de Sonetos Portugueses. Como escreve Fernando Guimarães no prefácio, a narrativa faz-se a partir de «vários pontos de vista que podem ser tanto os de Flush como os do narrador ou de outros personagens». Mas como é um cão o protagonista, muitas descrições das casas burguesas, dos jardins e dos bairros pobres da Inglaterra do século XIX são-nos dadas de um modo mais olfactivo do que visual. Para Flush «o amor é sobretudo odor; a forma e a cor, odores; a música, a arquitectura, a lei, a política e a ciência são odores. Para ele a própria religião era um odor».Subject - Topical Name: Contos
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Item type Current location Call number Status Date due Barcode Item holds
Texto Texto Biblioteca Municipal de Oeiras
Sala de Adultos - Ficção
C&N CON-NOV-EST WOO (Browse shelf) Available 010037824
Texto Texto Biblioteca Municipal de Oeiras
Depósito Oeiras
DEP 19239 (Browse shelf) Available 020030416
Total holds: 0

Tit. orig.: Flush. A biography.

"Flush" é a biografia de um spaniel, mais concretamente do cão da poetisa inglesa Elizabeth Barrett Browning, autora de Sonetos Portugueses. Como escreve Fernando Guimarães no prefácio, a narrativa faz-se a partir de «vários pontos de vista que podem ser tanto os de Flush como os do narrador ou de outros personagens». Mas como é um cão o protagonista, muitas descrições das casas burguesas, dos jardins e dos bairros pobres da Inglaterra do século XIX são-nos dadas de um modo mais olfactivo do que visual.
Para Flush «o amor é sobretudo odor; a forma e a cor, odores; a música, a arquitectura, a lei, a política e a ciência são odores. Para ele a própria religião era um odor»

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

© 2010-2019 Município de Oeiras

Certificação de Qualidade Câmara Municipal de Oeiras
//