Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras

Vista normal Vista MARC Vista ISBD

O legado / Yrsa Sigurdardóttir ; trad. Patrícia Müller

Autor principal: Sigurdardóttir, Yrsa, 1963-Autor secundário: Tradutor, Muller, Patrícia, 1978-Idioma: por ; da obra original, Inglês.País: Portugal.Publicação: Lisboa : Quetzal, 2018ISBN: 978989722431.Resumo: Uma jovem mulher é brutalmente assassinada na sua casa, em Reiquejavique. A única testemunha é a filha de sete anos, mas a criança não fala. Quando uma segunda mulher é assassinada, a polícia fica literalmente sem saber o que fazer. Entretanto, um radioamador recebe mensagens peculiares que o põem em conexão com as mulheres assassinadas, e a curiosidade move-o a começar uma investigação por conta própria. Huldar, o detetive responsável por este caso, e Freyia, a psicóloga que tem a cargo a miúda – que presenciou o homicídio –, são obrigados a trabalhar em conjunto. Mas esta colaboração não é fácil: poucas semanas antes tinham-se conhecido num bar e passado a noite juntos, e, na manhã seguinte, ao acordar, Freyia constatara, dececionada, que Huldar – que se dera a conhecer não como polícia, mas como um carpinteiro recém-chegado à cidade – se eclipsara..Assunto - Nome comum: Romance policial estrangeiro -- Autores islandeses
Etiquetas desta biblioteca: Sem etiquetas desta biblioteca para este título. Iniciar sessão para acrescentar etiquetas.
    classificação média: 0.0 (0 votos)
Tipo de documento Localização Cota Estado Data de devolução Código de barras Reservas
Texto Texto Biblioteca Municipal de Oeiras
Sala de Adultos - Ficção
POL POL-EST SIG (Ver prateleira) Emprestado 01/02/2019 010201700
Total de reservas: 0

The legacy

Uma jovem mulher é brutalmente assassinada na sua casa, em Reiquejavique. A única testemunha é a filha de sete anos, mas a criança não fala.
Quando uma segunda mulher é assassinada, a polícia fica literalmente sem saber o que fazer.
Entretanto, um radioamador recebe mensagens peculiares que o põem em conexão com as mulheres assassinadas, e a curiosidade move-o a começar uma investigação por conta própria.

Huldar, o detetive responsável por este caso, e Freyia, a psicóloga que tem a cargo a miúda – que presenciou o homicídio –, são obrigados a trabalhar em conjunto. Mas esta colaboração não é fácil: poucas semanas antes tinham-se conhecido num bar e passado a noite juntos, e, na manhã seguinte, ao acordar, Freyia constatara, dececionada, que Huldar – que se dera a conhecer não como polícia, mas como um carpinteiro recém-chegado à cidade – se eclipsara.

Não há comentários disponíveis sobre este título.

Entre na sua conta para publicar um comentário.

Clicar numa imagem para a ver no visualizador de imagens

© 2010-2018 Município de Oeiras

Certificação de Qualidade Câmara Municipal de Oeiras