Rede de Bibliotecas Municipais de Oeiras

Vista normal Vista MARC Vista ISBD

Adeus, pai [DVD] / real. Luis Filipe Rocha.

Autor secundário: Rocha, Luís Filipe, 1947- ;Pimentel, José Afonso, 1982- ;Lagarto, João, 1954- Idioma: por..Publicação: Lisboa : MGN Filmes, 2003.Descrição: 1 DVD (ca 80 min.) : cor., son.Coleção: Serie Y, 3.Classificação: 733Resumo: Filipe é um jovem de 13 anos, solitário e introvertido, a quem o pai, Manuel, tecnocrata ambicioso e de sucesso, nunca ligou. Uma noite, inesperadamente, o sonho de Filipe torna-se realidade. Manuel entra no quarto do filho e anuncia-lhe que vão os dois, juntos e sozinhos, passar as férias grandes a um local mágico e fabuloso: os Açores. No meio de uma paisagem onírica, de escarpas e praias bravias, de bosques e prados verdejantes, de lagoas, grutas e furnas fumegantes, pai e filho confrontam-se, acertam as contas de um penoso passado, expõem-se, justificam-se, enfim conhecem-se e suportam juntos uma terrível revelação: Manuel vai morrer em breve, devorado por um incurável cancro dos pulmões... Os dois decidem defrontar a morte e a separação próximas, vivendo com intensa alegria as rápidas mas acidentadas férias, fazem amigos, que são personagens pitorescas, com quem se divertem e confrontam, enquanto desfrutam do prazer de estarem juntos e de discutirem acaloradamente todos os temas que marcam o início da adolescência. Com humor e sabedoria, Manuel guia amorosamente o filho, esclarece-o e estimula-o, e pela sua mão Filipe desabrocha, afronta a vida e o mundo, e entra comovidamente na adolescência: vive o seu primeiro amor, com Joana, uma vizinha de 16 anos, por quem está apaixonado e com quem sonha e pensa fugir para a América... Numa madrugada inexorável, pai e filho despedem-se: Manuel fica nos Açores, para morrer no lugar mais belo que conheceu em toda a sua vida, e Filipe regressa a Lisboa, ao colégio caro onde, guiados pela sua voz de narrador, o reencontramos, a acabar de escrever uma composição sobre As Últimas Férias, a que deu o título de Adeus, Pai... Seguindo Filipe, do colégio até casa, vamos descobrindo todos os personagens que apareceram nos Açores, integrados no quotidiano de Filipe em Lisboa, e constatamos, num final surpreendente, que tudo o que vimos nos Açores não passou afinal de uma ficção, desesperada e pungente, totalmente inventada por um jovem de 13 anos, solitário e introvertido, a quem o pai, tecnocrata ambicioso e de sucesso, nunca ligou...! - .Audiência: JUVENIL.Assunto - Nome comum: Filmes dramáticos -- [DVD] Lista(s) em que este item aparece: Plano Nacional de Cinema
Etiquetas desta biblioteca: Sem etiquetas desta biblioteca para este título. Iniciar sessão para acrescentar etiquetas.
    classificação média: 0.0 (0 votos)
Tipo de documento Localização Cota Estado Data de devolução Código de barras Reservas
DVD DVD Biblioteca Municipal de Algés
Sala de Adultos
CIN-CAS DRA ADE (Ver prateleira) Disponível 026009203
Total de reservas: 0

Elenco: José Afonso Pimentel, João Lagarto.

Maiores de 12 anos.

Filipe é um jovem de 13 anos, solitário e introvertido, a quem o pai, Manuel, tecnocrata ambicioso e de sucesso, nunca ligou.
Uma noite, inesperadamente, o sonho de Filipe torna-se realidade. Manuel entra no quarto do filho e anuncia-lhe que vão os dois, juntos e sozinhos, passar as férias grandes a um local mágico e fabuloso: os Açores.
No meio de uma paisagem onírica, de escarpas e praias bravias, de bosques e prados verdejantes, de lagoas, grutas e furnas fumegantes, pai e filho confrontam-se, acertam as contas de um penoso passado, expõem-se, justificam-se, enfim conhecem-se e suportam juntos uma terrível revelação: Manuel vai morrer em breve, devorado por um incurável cancro dos pulmões...
Os dois decidem defrontar a morte e a separação próximas, vivendo com intensa alegria as rápidas mas acidentadas férias, fazem amigos, que são personagens pitorescas, com quem se divertem e confrontam, enquanto desfrutam do prazer de estarem juntos e de discutirem acaloradamente todos os temas que marcam o início da adolescência.
Com humor e sabedoria, Manuel guia amorosamente o filho, esclarece-o e estimula-o, e pela sua mão Filipe desabrocha, afronta a vida e o mundo, e entra comovidamente na adolescência: vive o seu primeiro amor, com Joana, uma vizinha de 16 anos, por quem está apaixonado e com quem sonha e pensa fugir para a América...
Numa madrugada inexorável, pai e filho despedem-se: Manuel fica nos Açores, para morrer no lugar mais belo que conheceu em toda a sua vida, e Filipe regressa a Lisboa, ao colégio caro onde, guiados pela sua voz de narrador, o reencontramos, a acabar de escrever uma composição sobre As Últimas Férias, a que deu o título de Adeus, Pai...
Seguindo Filipe, do colégio até casa, vamos descobrindo todos os personagens que apareceram nos Açores, integrados no quotidiano de Filipe em Lisboa, e constatamos, num final surpreendente, que tudo o que vimos nos Açores não passou afinal de uma ficção, desesperada e pungente, totalmente inventada por um jovem de 13 anos, solitário e introvertido, a quem o pai, tecnocrata ambicioso e de sucesso, nunca ligou...! -

JUVENIL

Não há comentários disponíveis sobre este título.

Entre na sua conta para publicar um comentário.

Clicar numa imagem para a ver no visualizador de imagens

© 2010-2018 Município de Oeiras

Certificação de Qualidade Câmara Municipal de Oeiras